quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

1657

isto é tudo
e nada
nada não pode ser tudo
mesmo que nada seja impossível
---
this is everything
and nothing
nothing can't be everything
even if nothing is impossible

terça-feira, 1 de janeiro de 2019

1656

olhei para trás e vi o futuro
é o relance, a emoção
olhei para o abismo e vi a montanha
é o absurdo, a sensação
olhei para a bicicleta e vi-te nela
a correr por aí, a pedalar descalça
a chuva cai e não cai
o sol queima e não queima
tudo é sem o ser
como as linhas que teimo em escrever
mesmo que não queira
mesmo que me queimem os dedos nas teclas
mesmo que o frio me percorra o epicentro do corpo
olhe por onde olhar
vejo-te
---
i looked back and saw the future
it's the glimpse, the emotion
i looked at the abyss and saw the mountain
it's the absurd, the sensation
i looked at the bike and saw you in it
running around, pedaling barefoot
the rain falls and does not fall
the sun burns and does not burn
everything is without being
like the lines that i stubbornly write
even if i do not want to
even if my fingers burn on the keyboard keys
even if the cold runs through my body epicenter
look at where to look
i see you

quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

1655

volto aos teus olhos
incansável
de navegar nas tuas lágrimas
percorrer a íris
e nela estudar os movimentos dos astros
observar a metafísica dos sintomas
volto aos teus olhos
impregnados de ciência
descoberta nas plantas
entre flores e folhas
do céu à lua
percorro os teus olhos
simplesmente afundado
neles
---
i go back to your eyes
tireless
to sail in your tears
running through the iris
in it study the movements of the stars
to observe the metaphysics of symptoms
i go back to your eyes
impregnated with science
discovered in plants
between flowers and leaves
from the sky to the moon
i run in your eyes
simply sunk
on them

domingo, 16 de dezembro de 2018

1654

fazem-se poemas
aos teus olhos
à espera do futuro
o mar desfez-se em gotas
o vento fez-se sussurro
a montanha aplanou
o céu tocou-me os dedos
aos teus olhos
à espera do futuro
que só existe nos teus olhos
---
poems are made
to your eyes
waiting for the future
the sea fell in droplets
the wind has become a whisper
the mountain has flattened
the sky touched my fingers
in your eyes
waiting for the future
that only exists in your eyes

terça-feira, 16 de outubro de 2018

1653

um dia
as palavras vão ser subtis
e as ideias
o que vamos fazer das ideias?
---
one day
words are going to be subtle
and the ideas
what are we going to do about ideas?

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

1652

já escrevi poesias de amor
repletas de ilusões
de loucuras e sensações
já devaneei pensamentos
o vento tudo levou
o calor foi tão intenso
que tudo queimou
a brasa que por aí anda
é deserto futuro
a menos que
deixemos a natureza
ser natureza
e eu
deixem-me ser eu
e tu dizes
deixa de ser egocêntrico
ninguém pensava em ti
pois por ninguém pensar em mim
lembrei-me eu
---
i already wrote poems of love
full of illusions
of madness and sensations
i already wandered around thoughts
the wind took everything
the heat was so intense
everyhing burned
the ember that goes around
it's future desert
unless
we leave nature
be nature
and i
let me be me
and you say
stop being egocentric
nobody thought of you
that's because nobody thinks of me
i remembered of myself

segunda-feira, 1 de outubro de 2018

1651

sem outro motivo
que acrescentar um dia
aos dias de lerrnst
os meus dias são assim
como os teus
---
with no other reason
than adding one day
to the lerrnst days
my days are this way
as yours